overweight-woman-measuring-waist-after-workout-2021-09-24-04-02-46-utc.jpg

DUODENAL SWITCH

É uma cirurgia mista com predominância disabsortiva (técnica que permite ao paciente comer, mas atrapalha a absorção dos nutrientes, promovendo o emagrecimento), que consiste na diminuição do tamanho do estômago - restringindo assim a ingestão dos alimentos - e num desvio intestinal. Durante o procedimento duodenal switch, o estômago é seccionado (cortado) em forma de tubo longo, preservando o piloro (uma musculatura em forma de anel), que é a sua saída natural e a primeira porção do duodeno (intestino). 

Nessa região, é realizada a comunicação (sutura) com as porções inferiores do intestino delgado (2 metros e meio do seu final) formando o canal alimentar. A grande parte do intestino delgado forma a alça biliopancreática que não passa o alimento, mas sim o suco biliar e pancreático. A junção do canal alimentar com o biliopancreático forma o canal comum (de 75cm a 100cm) onde o alimento é absorvido.

 

PARA QUEM É INDICADO O DUODENAL SWITCH

 

Nesse tipo de cirurgia predomina o componente disabsortivo, sendo indicada para IMC elevado (>50) ou comedores de volume.

DUODENAL SWITCH.PNG

VANTAGENS DO DUODENAL SWITCH

 

• Maior perda de peso e resultado mais duradouro do que os procedimentos restritivos e mistos com predominância restritiva;

• Maior resolução das doenças associadas à obesidade;

• Em comparação com outras técnicas, o paciente consegue comer mais devido ao maior tamanho do estômago operado.

 

DESVANTAGENS DO DUODENAL SWITCH

 

• Possibilidade de diarréia e gazes mal cheirosos

• Necessidade de maior reposição vitamínica

• Risco de perda de peso excessiva