overweight-woman-measuring-waist-after-workout-2021-09-24-04-02-46-utc.jpg

OPERAÇÃO DE SCOPINARO
DERIVAÇÃO BILIOPANCREÁTICA

Assim como o Duodenal Switch, a Operação de Scopinaro é uma cirurgia mista. Durante o procedimento, cerca de ¾ do estômago é retirado, restringindo assim a ingestão dos alimentos e a redução da acidez. O intestino delgado é seccionado (cortado) e sua porção distal anastomosada (ligada) ao novo estômago, formando o canal alimentar. O intestino delgado proximal (alça biliopancreática) é suturado a cerca de 50cm do final do canal alimentar para formar o canal comum onde o alimento entra em contato com os sucos biliar e pancreático para ocorrer a absorção. A disabsorção é predominante e a vesícula biliar deve ser retirada pela alta incidência de cálculos.

 

PARA QUEM É INDICADA A OPERAÇÃO DE SCOPINARO 

 

O procedimento é indicada para IMC elevado. Atualmente, no entanto, é pouco realizado, sendo substituído pelo Duodenal Switch.

SCOPINARO.PNG

VANTAGENS DA OPERAÇÃO DE SCOPINARO 

 

• Maior perda de peso e resultado mais duradouro que os procedimentos restritivos e mistos com predominância restritiva;

• Maior resolução das doenças associadas à obesidade;

• O paciente consegue comer mais devido ao maior tamanho do estômago operado, em comparação com as outras técnicas.

 

DESVANTAGENS DA OPERAÇÃO DE SCOPINARO 

 

• Possibilidade de diarréia e gazes mal cheirosos

• Necessidade de maior reposição vitamínica

• Risco de perda de peso excessiva